Como será o futuro para os nascidos a partir de 1995? A Geração Z, que engloba pessoas na faixa etária de 7 a 22 anos, nasceu com a internet ao alcance.

Nasceu conectada e nunca viu o mundo sem a tecnologia e pode acompanhar todo desenvolvimento tecnológico.

Tecnologias como Realidade Virtual estão ganhando espaço e se tornando tendências para serem utilizadas na saúde, educação e no mercado de trabalho.

E a preocupação com o futuro do mercado de trabalho é tema central para essa geração.

A pergunta é: Quais as habilidades que Geração Z deve desenvolver para lidar com a Realidade Virtual?

Um estudo da Capgemini entrevistou executivos de mais de 700 empresas e os resultados apontam que 53% das empresas esperam que a RV se torne uma tecnologia convencional nos próximos três anos.

Caso se torne realidade, essa nova força de trabalho deve ser capaz de desenvolver um conjunto específico de habilidades para o trabalho com a realidade virtual.

6 Habilidades que a Geração Z precisa para era da realidade virtual

1 – Capacidade de colaborar e liderar uma equipe (soft skill)

À medida que tecnologias como RV amadurecem, os projetos serão mais colaborativos, exigindo o envolvimento de várias pessoas. Para ter sucesso neste futuro do trabalho, a Geração Z precisa da capacidade de colaborar sem problemas.

2 – Uma mentalidade de falha rápida e falha frequente (soft skill)

Os profissionais preparados para a realidade virtual vão trabalhar em um ambiente mais dinâmico.

É importante recrutar estudantes com imaginações radicais que desejam inventar o futuro – não apenas em entretenimento, mas para outras áreas.

Os funcionários que podem falhar com rapidez e com frequência também têm menos probabilidade de se tornarem complacentes.

3 – Uma imaginação ativa com alta fidelidade (soft skill)

A imaginação é um fator importante na criação de experiências imersivas e isso também se aplica à realidade virtual. Mas ser capaz de imaginar um ambiente envolvente não é suficiente, ele deve ser fiel ao mundo real.

Para isso, a Geração Z deve desenvolver habilidades de observação, capacidade de encontrar padrões, habilidades de contar histórias e interesse em vincular o mundo físico aos artefatos digitais.

4 – Projeto e simulação de objetos 3D (hard skill)

Essa é uma habilidade básica. A simulação em 3D será um elemento essencial para projetos de RV.

Várias ferramentas podem ajudar jovens profissionais e estudantes a começar a desenvolver habilidades de modelagem 3D imediatamente.

5 – Desenvolvimento de aplicativos e hardware para dispositivos móveis (hard skill)

À medida que a tecnologia VR evolui, ela se torna mais fácil de usar, oferecendo experiências superiores ao público. Isso significa que a VR exigirá compatibilidade com smartphones.

É por isso que a geração Z precisa de habilidades avançadas de desenvolvimento para dispositivos móveis que possam alinhar o conteúdo de VR de alta largura de banda e alta qualidade com uma especificação padrão de smartphone.

As habilidades de hardware também serão valiosas para o futuro do trabalho, pois a Geração Z, que pode aperfeiçoar os fatores de forma do hardware e a duração da bateria, estará em alta demanda.

6 – Experiência do usuário / Design da interface do usuário (hard skills)

Os designers de UX / UI nunca foram tão requisitados quanto agora. A Geração Z deverá ser capaz de imaginar a jornada de um usuário em busca de uma narrativa convincente sobre as interações, identificar os problemas do usuário a serem tratados através do design e escrever código que possa transformar os conceitos de design em realidade.