SUA PRÓXIMA ENTREVISTA DE EMPREGO PODE SER EM REALIDADE VIRTUAL

Escalar uma montanha de gelo, encarar um labirinto ou visitar um antigo templo grego são algumas das novas maneiras de contratar funcionários.

As aventuras para além da sala com ar-condicionado só são possíveis graças à Realidade Virtual.

A RV permite demonstrar habilidades que se tem mas que são difíceis de serem colocadas no currículo, ao invés de apenas o conhecimento.

Quais as vantagens na Realidade Virtual no mercado de trabalho

Com o uso da Realidade Virtual na contratação de funcionário, as oportunidades são igualadas por sua capacidade e não pela sexualidade, cor da pele ou sua origem.

A ideia por trás do projeto é encontrar o candidato perfeito para a empresa, entre os 400 que participaram do último recrutamento.

Além disso, há um efeito positivo na diversidade: mais oportunidades para alunos oriundos de escolas públicas, diversas etnias e classes sócio-econômicas.

Com a Realidade Virtual temos a possibilidade mostrar as realidades do trabalho para qual estamos contratando. Isso elimina, inclusive, os candidatos que tinham uma ideia diferente da posição em que estava participando.

Para poder inspirar os jovens a fazerem parte de um processo de recrutamento com RV, a empresa precisa criar uma cultura de inovação que permita este nível de adaptação tecnológica.

Quem já usa a Realidade Virtual para contratar novos funcionários

O maior banco digital da Inglaterra,  Lloyds Banking Group, foi o pioneiro neste tipo de requisito em escala global.

Segundo a Ernest Young, que usa as tecnologias de jogos e vídeos, a proporção de alunos de escolas públicas aprovados em seus processos de contratação saltou de 40% em 2014 para 72% em 2018.

Foto EY RVNúmeros impressionantes para uma empresa que recebe cerca de 30.000 aplicações por ano e que em 2015 resolveu começar a eliminar o diploma como barreira para entrada em seus programas de treinamento.

Através do jogo Peak Strength, desenvolvido em parceira com a Debut, a Ernest Young pôde expandir o acesso de alunos de muitas outras universidades, além de somente as top 20 como antes.

Foto Jaguar RVA fabricante de automóveis Jaguar usa a Realidade Virtual para contratar novos engenheiros e tentar aumentar a inclusão de mulheres no mercado.

Foto Exercito RVA tecnologia pode ser usada, inclusive, em processo seletivos para o setor público, como é o caso do Exército Britânico, que teve um aumento de 66% no número de interessados depois que passou a usar a RV.

2 respostas

Os comentários estão desabilitados.