Se você está acompanhando os posts aqui do blog, já percebeu que as tecnologias de realidades virtual e aumentada estão ganhando cada vez mais espaço e são tendências para os próximos anos.

Essas tecnologias estão sendo aplicadas em áreas diferentes e indo além dos jogos e do entretenimento.

A previsão dos gastos mundiais com realidade aumentada e realidade virtual (RA / VR) é de US$ 18,8 bilhões em 2020. Um aumento de 78,5% em relação a 2019.

 

Uso industrial da VR e AR ultrapassa a de jogos e de entretenimento

O uso do VR e RA sempre estiveram relacionados a jogos e entretenimento.

Mas o relatório 2020 XR Industry Insight, coletado pela VR Intelligence, afirma que 65% das empresas de AR pesquisadas disseram estar trabalhando em aplicativos para a indústria.

A VR vendo usada para simular o trabalho em ambientes perigosos ou com ferramentas e equipamentos caros e facilmente danificados, sem nenhum risco.

Aumento do uso da XR na área médica

A XR é a realidade mista, com realidade aumentada e realidade virtual no mesmo projeto.

A realidade virtual já foi adotada em terapias, onde é utilizada no tratamento de pacientes com fobias e transtornos de ansiedade e, também, usada para ajudar pessoas idosas.

A RA pode ser usada por cirurgiões, principalmente nos treinamentos de cirurgias, para alertá-los sobre riscos ou perigos enquanto eles estão trabalhando.

Óculos menores e mais potentes

Ainda há muitas limitações no uso das tecnologias RA e VR.

A realidade virtual ainda necessita de um processamento alto para gerar gráficos que possam proporcionar uma imersão e a necessidade de estar conectado a um hardware.

Com os altos investimentos, isso está mudando. Os dispositivos de hardware como o fone de ouvido Oculus do Facebook precisava inicialmente ser conectado a um PC poderoso, mas este ano ficou disponível como a versão independente do Oculus Quest.

Com os investimentos nessa tecnologia, cada vez mais a VR proporcionará ambientes realistas para o usuário explorar, à medida que os dispositivos são equipados com processadores cada vez mais poderosos.

Novas possibilidades com 5G

O potencial para velocidades de transferência de dados também vai melhorar as aplicações dessas tecnologias. Significa que o 5G deve ser rápido o suficiente para transmitir dados de VR e AR da nuvem.

Não necessitando que sejam conectados a PCs poderosos e as imagens renderizadas poderão ser devolvidas ao usuário em tempo real, graças à velocidade do 5G e outras redes avançadas.

Educação usará mais VR e AR

As aplicações educacionais com VR e RA continuarão a ser cada vez mais comuns ao longo de 2020.

Os ambientes imersivos da VR proporcionam aos alunos maior envolvimento com o aprendizado de maneiras novas e divertidas.

Os estudantes já podem fazer uma viagem para outras cidades e locais onde a distância acaba dificultando essa experiência. Com a VR é possível conhecer as sete maravilhas do mundo sem sair da sala de aula, por exemplo.

Os alunos que estudam à distância podem ser ensinados nas salas de aula em VR, o que significa que eles não perdem os benefícios do aprendizado em um ambiente colaborativo, enquanto os auxílios de treinamento em RA podem garantir que o acesso às informações necessárias para realizar e praticar seu trabalho esteja sempre disponível.