USANDO VÍDEO 360º EM CAUSAS SOCIAIS

Há muito tempo a Realidade Virtual deixou de ser apenas a tecnologia para entretenimento.

Empresas já usam-a para entrevistar novos candidatos a emprego, outras para melhorar a experiência do cliente através da imersão.

No campo da educação, as possibilidades são rompidas a cada dia. Novos projetos e novas pesquisas aparecem tão rápidos quanto a própria tecnologia.

E há um fator importante que trafega por entre os diversos uso da Realidade Virtual: a empatia.

A empatia nos ajuda a entender melhor o que outras pessoas sentem ou vivem. Nos sensibiliza para causas que nos são desconhecidas e pode nos gerar compaixão.

E a empatia é um dos muitos benefícios da Realidade Virtual.

Quando falamos de causas sociais, estamos falando de problemas que outras pessoas ou nós mesmos estamos enfrentando.

Aliando o poder imersivo da Realidade Virtual à empatia, conseguimos atingir mais pessoas.

Vídeos 360º no Festival Tribeca

Tribeca Film FestivalO Tribeca Film Festival é um festival anual de filmes independentes. Foi fundado em 2002 por Jane Rosenthal, Robert De Niro e Craig Hatkoff.

Além da exibição de documentários independentes, longas-metragens e curtas, o festival promove painéis de discussão com personalidades do entretenimento.

Desde 2012, os organizadores incluem projetos de Realidade Virtual e de Realidade Aumentada na programação anual.

“Procuramos por projetos que coloquem a narrativa como item principal. Expandimos o Tribeca para além de festival de filmes para nos tornamos um festival de narrativas”, diz Loran Hammonds, Curador Sênior do Festival.

A programação de filmes imersivos, chamada Cinema360, deste ano trouxe projetos sobre causas sociais.  Os filmes incluíram desde o impacto que a guerra causa nas crianças à poluição dos oceanos.

 

Alguns Filmes Exibidos No Festival Tribeca este ano

Water Melts

Water MeltsWater Melts mistura atores reais com animação para contar histórias de pessoas que podem morrer em breve.

“Três episódios sobre pessoas que vão perder alguém que amam. Ninguém sabe o que dizer, então, então discutem sobre nada, riem ou choram e dançam no casamento.

É uma comédia romântica, apesar de tudo”.

Precisa dizer que contém humor negro?

 

12 Seconds of Gunfire: The True Story of a School Shooting

12 Seconds of GunfireAnimação em Realidade Virtual que conta o trauma e a perda que seguem após massacres em escolas.

A reportagem de John Woodrow  usou dados sobre o impacto dos tiros e mortes no estudantes e entrevistas com sobreviventes.

O curta de 7 minutos está disponível para ser assistido no Youtube:

 

Children Do Not Play War

Children Do Not Play WarDocumentário interativo dirigido pelo brasileiro Fabiano Mixo. É um olhar sobre a guerra na Uganda que, desde 1986 está em constantes conflitos bélicos, já forçou mais de 75 mil crianças a irem à guerra.

Pelos olhos e voz de Aloyo, uma garota de 12 anos que vive em Lira, o documentário nos conta o que as crianças viram, aonde foram e como seu passado persegue o presente.